AMAM se reúne com parlamentares para discutir reforma da previdência

O presidente da Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), juiz Tiago Abreu, se reuniu na tarde de segunda-feira (13/05) com o deputado federal, Neri Geller, líder da bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional, para tratar de assuntos referentes à reforma da previdência.

Há alguns meses, entidades representativas dos magistrados vêm mantendo diálogo junto aos parlamentares no Congresso a fim de garantir alterações na proposta da reforma. De acordo com o presidente da AMAM, o deputado entendeu as reivindicações da entidade, que não possuem caráter corporativo, mas sim em defesa do serviço público como um todo.

“Nós, como magistrados, entendemos que é necessária a reforma da previdência, porém isso não pode vir de modo a suprimir direitos e garantias que foram construídos ao longo dos anos. Números, contas e cálculos atuarias, realizados por diversos estudiosos no assunto confirmam que o problema de déficit da previdência não é causado pelos servidores, mas pela seguridade social que integra esse sistema”, ressaltou Tiago.

Segundo o magistrado, existem vários gargalos que precisam ser estancados, mas que os servidores não podem ser penalizados por isso. “A conversa que tivemos com o deputado foi muito boa e nossa expectativa é que consigamos fazer valer os direitos do servidor público”, disse.

Além do diálogo com o parlamentar, o presidente da AMAM também se reuniu com a deputada federal Rosa Neide. “Ela foi bastante incisiva e se comprometeu em colher assinaturas junto à liderança do PT no Congresso em favor das emendas propostas pela magistratura nacional” comentou o presidente da AMAM.