Atuação de magistrados no projeto Justiça Comunitária é de fundamental importância

Mais de 36 mil atendimentos e seis cidades mato-grossenses já foram realizados pelo Araguaia Cidadão, iniciativa do Poder Judiciário de Mato Grosso, por meio da Justiça Comunitária. Mas para que os serviços cheguem até a população, é necessário o empenho de magistrados envolvidos com a ação.

A ideia de aproximar o cidadão das regiões mais longínquas da Justiça Estadual recebe total apoio da Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), já que este também é um dos objetivos da associação, presidida pelo juiz Tiago Abreu.

Na iniciativa são envolvidos juízes de cada comarca visitada, além dos magistrados de outras jurisdições. Até o momento, seis cidades da região do Araguaia já receberam os serviços ofertados, com a presença dos magistrados das Comarcas de Alto Araguaia e Barra do Garças.

“O Araguaia Cidadão demonstra como é importante que o magistrado esteja mais próximo da sociedade. É fundamental que haja a participação efetiva destes magistrados em ações sociais como estas, porque essa proximidade também é um dos objetivos de nossa administração”, pontuou Abreu.

Junto do juiz coordenador, José Antonio Bezerra Filho, os magistrados atuam diretamente nos serviços ofertados pela ação, como audiências de conciliação e solução de conflitos. De acordo com ele, ganha não somente o magistrado, mas todos os envolvidos na iniciativa.

“Nós buscamos um Poder Judiciário de inclusão social, mais proativo, dando uma verdadeira resposta através de ações concretas e que efetivamente acontecem. Quando mostramos essa pró-atividade o mérito é de todos nós”, destacou o magistrado.

 

O projeto

A primeira etapa do Araguaia Cidadão visitou seis municípios e segue agora para outras cinco cidades da mesma região, totalizando 11 localidades visitadas.

Entre os serviços ofertados estão: expedição e regularização de documentos, resolução de conflitos, orientação jurídica, declaração de hipossuficiência, doações de livros, roupas e calçados, casamento comunitário, palestras e outros.